Manchas avermelhadas e escuras no pescoço e colo

Manchas avermelhadas e/ou escuras no pescoço na maioria das vezes são uma condição benigna bastante comum denominada poiquilodermia de Civatte.

É uma alteração da pele caracterizada por hiperpigmentação (manchas escuras), telangiectasia (pequenos vasos dilatados que dão o aspecto avermelhado) e atrofia da pele encontrada na região do tronco superior e pescoço, poupando a área central abaixo do queixo que normalmente tem aspecto brancacento.

Pode ocorrer em diversas faixas etárias e está relacionada à exposição solar, associada à predisposição genética, ao processo de envelhecimento, à hipersensibilidade de contato (uso de medicamentos, cremes ou perfumes fotossensibilizantes) e a fatores hormonais (mais comum em mulheres no período da menopausa).

O uso de cremes não é eficaz para o tratamento desse tipo de mancha, sendo indicado o Protetor Solar diário para prevenir a piora. Devido à habilidade da luz intensa pulsada em tratar lesões vasculares e pigmentares, ela tem sido utilizada com sucesso no tratamento da poiquilodermia. O vermelho dos vasos e a cor escura das pigmentações superficiais são atingidos e eliminados, sendo a pele normal mantida.